Pedro Rezende e seu canal RezendeEvil

Pedro Rezende e seu canal RezendeEvil

Muitos jovens sonham com a vida de ganhar dinheiro fazendo o que gosta, principalmente se conseguir ganhar dinheiro com um Hobby, é o caso do Pedro Afonso Rezende, ele ganha dinheiro fazendo vídeos para o youtube, e sabe sobre o que é os seus vídeos? São de um jogo chamado Minecraft no qual o garoto é viciado e curte muito o jogo, então ele juntou o útil ao agradável e começou a ganhar dinheiro com seu passatempo.

Para você ter uma ideia de como é serio a coisa, o garoto já foi para a Itália jogar futebol de salão como goleiro em um clube, porém decidiu voltar e se dedicar exclusivamente ao seu canal do youtube o rezendeevil ( https://www.youtube.com/user/rezendeevil ) .

Além de faturar por conta própria com parcerias e publicidade, o jovem recebe proporcionalmente ao número de visualizações que consegue, graças ao contrato firmado com a Paramaker, empresa que negocia as propagandas exibidas antes dos vídeos.

Mas fique sabendo que o seu trabalho não é nada fácil. O garoto tem a meta de postar três vídeos por dia. “Dedico mais de 12 horas ao canal. Quando viajo, adianto e programo todas as produções”, contou.

Com mais três milhões de inscritos no seu canal, Pedro Afonso aposta no carisma, animação e criatividade nos vídeos. “Está tudo dando certo, e a previsão é crescer cada vez mais. Ele tem uma grande ambição de se tornar o maior gamer do mundo.

Para você ter uma ideia pela quantidade de inscritos seu canal recebe muitas visitas e seus vídeos são muito visualizados, com isso o garoto fatura bem, ele consegue faturar cerca de R$ 6 mil a até R$ 50 mil por mês.

Pedro vem guardando a maioria do dinheiro que ganha com o youtube, ele tem medo que o YouTube se torne um novo Orkut e se acabe. O garoto já tem planos para um futuro, ele pretende se mudar para São Paulo e estudar publicidade ou direito. “O canal é primeiro lugar disparado. Mas tenho certeza que o YouTube não é para sempre. Quero estudar para ter garantia. Não é fácil tomar decisões”, conta. “Posso chegar amanhã e ninguém mais ver graça em mim”.

 

Compartilhe
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter