Como funciona o Projeto Itamar e sua historia

Como funciona o Projeto Itamar e sua historia

Muitas pessoas já ouviram falar do Projeto TAMAR, esse projeto é pioneiro no gênero, ele conseguiu muitos resultados positivos até hoje na luta pela preservação de espécies ameaçadas de extinção.O projeto foca na busca pela preservação das tartaruga marinha que estão ameaçadas de extinção.

O legal que o nome TAMAR é uma junção das palavras tartaruga e marinha, o projeto começou com pequenas placas de metal que eram utilizadas para a identificar as espécies do Projeto, para estudos de biometria, monitoramento das rotas migratórias e outras utilidades.

A ideia para se criar o projeto TAMAR, começou nos anos 70 através de estudantes de oceanografia que viajavam para praias desertas para realizar pesquisas. Nessa época os estudantes fizeram um flagra no qual acabaram documentando pescadores matando tartarugas-marinhas.

Os estudantes enviaram várias fotos e alguns relatórios para as autoridades, no qual elas estavam querendo iniciar um programa de conservação marinha, com isso começaram o programa Projeto Tamar, que começou em 1980.

Projeto Itamar saiba o que esse projeto faz

O projeto Tamar nasceu com um objetivo de proteger tartaruga marinha que estão ameaçadas de extinção, mas com o passar do tempo, foi visto que o projeto não poderia ficar restritos só as tartarugas. O projeto Tamar também passou a  proteger tubarões e outras espécies de vida marinha que estão com risco de extinção.

As atividades do projeto são muito bem organizadas, elas tem três linhas de ação, que são : Conservação e pesquisa aplicadas, Educação Ambiental e o Desenvolvimento local sustentável.

Essas atividades estão em processo em vinte e uma bases, que estão distribuídas em mais de mil e cem km de costa. Com isso fica garantido a proteção das tartarugas.

O lega que essas atividades estão envolvendo cerca de mil e duzentas pessoas, a maioria dessas pessoas são moradores das comunidades, eles são essenciais para a proteção das tartarugas marinhas.

Para saber mais informações sobre o projeto visite o site : http://www.tamar.org.br .

 

Compartilhe
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter